Arranjar espargos da melhor maneira

espargos

Arranjar espargos da melhor maneira

Cozidos a vapor, em água, salteados ou grelhados, há diversas maneiras de degustarmos os espargos. De sabor incomparável, este legume é apreciado por muitos e há vários tipos. Mas todos requerem uma atenção especial antes de serem cozinhados e se precisa saber como arranjar espargos da melhor maneira, então está no sítio certo.

Independentemente da sua variedade (verdes, brancos ou roxos), os espargos mais fininhos não precisam de nenhuma preparação especial, porque são bem tenrinhos. Mas quando são maiores, é mesmo necessário descascá-los porque a sua pele/casca é dura e desagradável.

A base dos espargos é a mais dura e fibrosa e é essa parte que devemos arranjar antes de consumir. Para isso, basta dobrar o espargo na horizontal e ele vai partir naturalmente no local certo (a Natureza é fantástica). A parte mais comprida é a mais macia e pode cozinhar assim inteira. A parte mais pequena, pode cortar os últimos dois cm da base e tirar a casca com um descascador de legumes. Depois, pode cortar às rodelas e juntar aos restantes espargos que vai cozinhar inteiros ou congelar para usar numa sopa ou mais tarde noutra receita.

Conservação

Os espargos continuam a crescer mesmo depois de apanhados e se foram guardados na horizontal a sua ponta vai encaracolar. Se fizer questão de ter espargos bem retos, guarde-os sempre na vertical até os cozinhar!

E já que falamos em legumes frescos, para que estes durem mais tempo, guarde-os no frigorífico, na parte mais baixa, normalmente na gaveta, onde o frio é menor. Este tipo de alimentos não gosta de muita humidade, por isso, é importante que se mantenham sempre secos.

Já os tomates, os pepinos e os pimentos, devem ser guardados fora do frio e à temperatura ambiente.

Diferentes cortes para legumes

É possível cortar os legumes de variadas formas, consoante as receitas que vamos fazer. O importante é que, consoante o corte que escolha, fiquem todos do mesmo tamanho para que cozinhem de forma uniforme e visualmente fique com um aspeto ainda mais bonito.

Chiffonade – o clássico corte do caldo verde. Tiras bem fininhas, normalmente usado em verduras e ervas aromáticas.

Jardineira – corte em cubo de 1 cm. Usado para acompanhamentos ou em cozinhados como jardineira ou estufados.

Juliana – Corte bem fino e comprido ( 0,3 cm x 0,3 cm x 0,6 cm). Este corte fica bem para enfeitar em crú, fritar, cozinha a vapor ou fritar, por exemplo.

Macedónia – Corte em cubos de 0,5x 0,5 cm. Usado para saladas frias ou acompanhamento.

Parmentier: cubos um pouco maiores, cerca de 12 mm de lado. Muito usado para pratos como carne de porco à portuguesa e alentejana, por exemplo.

Mirepoix: cubos bem pequeninos (1 cm ou 1,5 cm) que usamos, normalmente em refogados, pratos de carne, etc.

Com todas estas dicas, acredito que os seus cozinhados vão ficar ainda melhores e mais saborosos!

logo intermarche

Se gostou das nossas dicas para arranjar espargos da melhor maneira, então venha conhecer a marca PorSi e veja mais receitas Intermarché.

Sem comentários

Submeta um comentário