Óleos essenciais: a nossa experiência

Óleos essenciais: a nossa experiência

Antes de mais nada… sou um céptico de primeira, mas também cedo às evidências! Este não é um post patrocinado. É um post de uma família real, que decidiu experimentar os óleos essenciais.

Assim sendo, comprámos o kit inicial da Young Living, contando com o apoio da Inês da Amor Natural!

Quando a Inês nos falou dos óleos essenciais, nós procurávamos algo que acalmasse os miúdos durante a noite, uma ajuda para a tosse alérgica do Lourenço, que tem fundo atópico e rapidamente uma tosse passava para algo mais chato (bombas, etc).

Se alguém dúvida sobre a eficácia de um aroma, não é por acaso que cada lembrança tem um cheiro associado e quando o sentimos, em segundos estamos a reviver essa memória. Quem não regressa à infância quando sente o cheiro de um bolo acabado de fazer?

Os nossos óleos essenciais preferidos

Desde há três meses que temos usado os óleos com alguma regularidade. E, sem dúvida, que os preferidos no difusor são o de alfazema (Lavender), o de laranja (Orange), o de limão (Lemon) e a mistura purificação (Purification). Entretanto, já experimentámos algumas combinações como:

Alfazema com Laranja no difusor no quarto, durante a rotina de deitar, para ajudar a relaxar.

Purificação com Limão ou Laranja no difusor para os inícios de constipação e tosse.

R.C. no difusor para desentupir o nariz e ajudar com a expectoração do Lourenço.

A nossa experiência real com os óleos essenciais Young Living e Amor Natural

Ao mesmo tempo, a Inês também nos enviou inaladores e frascos para podermos aplicar os óleos em massagem. E, entretanto, foi-nos explicado os vários locais onde aplicar consoante o objectivo. Seios nasais, costas peito ou atrás das orelhas, por exemplo.

Experimentámos fazer um roll-on com Frankincense, Copaiba e R.C. que levámos quando fomos ao Porto, e também fiz um inalador para mim para o nariz entupido. Ou melhor, a Andreia fez!

A nossa experiência

Houve várias coisas que notámos. Com alfazema o Lourenço não desperta tantas vezes de noite. Com o Purificação, o pai, que tem rinite, deixou de acordar com o nariz seco. E a tosse alérgica está bem melhor. Numa altura em que o Lourenço andava cheio de tosse, com o difusor ligado dormiu a noite toda seguida, sem tossir uma única vez. E o roll-on da expectoração tem ajudado a não acumular.

Temos tido alguns cuidados na escolha dos óleos para garantir que são seguros na presença dos miúdos, principalmente com o Francisco. Mas agora que eles estão no quarto deles vamos poder aventurar-nos com novas opções.

Não consigo dizer, como li em vários comentários, “que foi o melhor investimento da minha vida”. Se foi um bom investimento? Sim. Os óleos têm sido uma ajuda, e o frio ainda mal começou.

Posso dizer-vos que estamos bastante surpreendidos. Há muito mais nos óleos essenciais para além dos simples “cheirinhos agradáveis”!
E este artigo cheirou-lhe bem?

Etiquetas:
,
2 Comentários
  • Love Adventure Happiness
    Publicado às 07:01h, 04 Dezembro Responder

    Não sei se já precisaram mas o Thieves com mel quando começa a dor de garganta é tiro e queda (apenas e só para adultos). Para a minha filha e para as tosses e ranhocas comprei o cypress e o Eucalyptus Radiata, são fantásticos. Para otites o Thyme no difusor e para os piolhos como prevenção spray com tea tree.

  • Love Adventure Happiness
    Publicado às 07:10h, 04 Dezembro Responder

    fica só aqui a achega em relação ao R.C. pois em crianças deve ser evitado o uso se outros óleos resolverem!
    O RC é uma mistura da Young Living para problemas respiratórios. Como contém uma percentagem de eucaliptus globulus deve ter-se cautela com o seu uso com crianças.
    1-3 anos: uso leve no difusor ou uso tópico a 0,5% de diluição (em caso de extrema necessidade)
    3-6 anos: uso no difusor ou uso tópico a 1% de diluição

Deixar uma resposta