Quando batemos palmas a um cocó!

O que é que tem em comum usar chucha? Dormir no quarto dos papás? Usar fraldas? “Mamar” até mais tarde? Ou começar a falar? Em qualquer uma delas, cada criança leva o seu tempo!
Pode discordar da nossa afirmação, mas vai seguramente concordar que todas as crianças são diferentes e que cada uma tem o seu “tempo”.

Vamos lá então falar de xixis e cocós, uma das partes mais lindas ser papá e mamã (ou se calhar não).

Na nossa viagem à Madeira (em breve contaremos tudo) e aproveitando o facto de irmos a algumas piscinas e praias, nestas alturas retirávamos a fralda ao Lourenço, que já se andava a queixar de comichão (possivelmente por causa do calor). No primeiro dia começámos a vê-lo muito sossegadinho e perguntámos se queria fazer “xixi”. Ele disse que sim e fomos a correr para ir fazer… e fez! Batemos palminhas e elogiámos o momento.

Passado meia hora e enquanto andávamos a brincar na água, ele diz “Mãe, xixi” lá fomos a correr novamente. No dia seguinte voltámos para casa e colocou fralda na viagem, mas não queiramos desaproveitar a “oportunidade”.

Chegado a casa as cuequinhas (mas também já vestiu boxers) deram lugar às fraldas durante o dia e o bacio foi colocado perto do sítio onde habitualmente brinca, na “maquice” como ele diz. Perguntámos e perguntamos mil vezes: “Queres fazer xixi?” mas algumas vezes o xixi foi pelas pernas abaixo. Por vezes entretem-se a brincar e esquece-se, o que não tem problema. Limpamos e não há stress nenhum. Apesar destes percalços sentíamos que o xixi estava bem encaminhado, falta o nº2, ou cocó vá digamos.

Esta 5ª feira está o papá e mamã a trabalhar e recebemos uma foto da avó com um “belo cocó” no bacio. Até ele bateu palminhas e pediu à avó para enviar para os papás, avós paternos e tios (tudo isto para o nosso espanto). O orgulho da “conquista” dele era tanto, que nesse dia voltou a repetir o feito no bacio, para alem dos xixis.

Foi esta a foto do primeiro cocó… (a foto é real)

Ontem, ao final da tarde foi para casa dos avós paternos e não queria o bacio, mas hoje parece que tudo está a voltar ao normal durante o dia, à noite e nas sestas a fralda mantém-se… A história pode ter avanços e recuos, mas sobretudo há que ter paciência, falar com eles e dar-lhes confiança… Se não resultar, não desista, pode não ser o momento certo ou ele ainda não está preparado. Mas aproveitar o verão, praias e piscina é sempre uma boa dica.

“2 anos e meio” de fraldas depois, será a “última” fralda? Não percam as cenas dos próximos capítulos.

Créditos da imagem: SAPO

Veja também

Cuidados diários… de uma pele atópica!

A solução “radical” para umas boas noites de sono

Férias em família… Será que são mesmo “férias”?!

Férias em família… Será que são mesmo “férias”?!

Deixar uma resposta