Iogurtes para bebés… Há boas alternativas!!

Até agora o Lourenço ainda tinha leite materno, o que servia de pequeno-almoço e às vezes de complemento ao lanchinho, mas agora terminou de vez o armazenamento que tínhamos. Como tal, e além das papinhas que vamos dando com purés de fruta, fomos aos hipermercados e aos supermercados biológicos inspecionar os iogurtes “normais”, as suas alternativas, mas sobretudo os açúcares adicionados que têm.

Nota prévia: nos diversos supermercados biológicos que visitei, vimos sempre vários papás e mamãs com carrinhos de bebé, a ler os rótulos e atentos à composição dos produtos. Confesso-vos que ficámos felizes com o que vimos 🙂

Antes de escolher algumas dicas rápidas, para otimizar a escolha para o seu bebé:

  • Evite os produtos magros e os light, não são aconselhados para bebés.
  • Opte por produtos biológicos (conselho transversal a todos os alimentos), hoje em dia mesmo em hipermercados como o Lidl e (sobretudo) no Jumbo já existem diversas opções biológicas e alternativas ao leite de vaca.
  • Leia com atenção os rótulos e a tabela nutricional dos alimentos (tudo o que o obrigar a “dobrar” a língua ao pronunciar, é açúcar, maltodextrina por exemplo).
  • Os iogurtes naturais, apesar de terem açúcar, esse açúcar normalmente é o que está presente no leite.

Açúcares nos iogurtes (os valores referidos são sempre valores por 100gr de produto):

O meu primeiro Danone – hidratos de carbono – 10,4 g (6,4 g dos quais açúcares e 3,8 g de sacarose (é açúcar na mesma).   Contem maltodextrina.

Nestlé bebé – hidratos de carbono: 11,8 g, dos quais açúcares: 9,1 g. Contem açúcar e maltodextrina.

O meu primeiro iogurte Pingo doce – hidratos de carbono: 10,5 g, dos quais açúcares: 5,6 g. Contém sacarose.

Iogolino – hidratos de carbono: 11 g, dos quais açúcares: 8,5 g. Contém sacarose.

Danoninhos – hidratos de carbono: 14 g, dos quais açúcares: 13,4 g. Contém açúcar.

Todos contêm açúcar, sacarose ou maltodextrina. A opção menos má parece mesmo ser o “O meu primeiro iogurte Pingo doce”. É de facto lamentável, que em prol das vendas e da aceitação do produto no mercado, que se vicie o paladar das crianças. Cabe-nos a nós pais, estarmos atentos e dar-lhes o que é de facto melhor para eles.

Vamos então às alternativas encontradas.

Iogurtes naturais – estes iogurtes são uma das opções mais comuns para os bebés a partir dos 9 meses (de acordo com os conselhos dos pediatras). Antes de comprar, veja com atenção se refere “sem adição de açúcares”, ou se pelo contrário diz “açucarado” (a diferença pode ser “apenas” entre as 3 g e as 15 g de açúcar, por iogurte).

Nota: Verificámos também que a diferença das quantidades de açúcar, entre um iogurte natural e um aromas da mesma marca, pode ser de 4,4g e 14,4g,respetivamente.

Iogurtes naturais (biológicos) – já existem em grandes cadeias de distribuição (pelo menos Jumbo e Lidl), mas também e sobretudo em supermercados biológicos. Por norma não têm açúcares adicionados e são por isso uma excelente opção. Além disso têm a vantagem de serem biológicos.

Iogurtes cabra biológicos – muito se fala sobre os benefícios do leite de cabra para a saúde, alega-se uma maior digestibilidade face ao leite/iogurtes de vaca. Existe diversas marcas de iogurtes de cabra, todos (os que verificámos) sem açúcares adicionados. Os açúcares presentes são açúcares naturais presentes no próprio leite.

Iogurtes de ovelha biológicos – tal como nos iogurtes de cabra, os iogurtes de ovelha têm enormes benefícios face aos iogurtes de vaca. Também verificámos várias marcas e nenhuma das que analisámos têm açúcares adicionados, os açúcares presentes são açúcares naturais presentes no próprio leite. Estes iogurtes têm um sabor menos intenso que os de cabra, mas a sua consistência é bem mais espessa.

Alternativas vegetais

Iogurtes de soja – a soja já está introduzida e já é bem aceite na nossa sociedade há alguns anos. Iogurtes de soja natural, podem ser menos agradáveis pelo seu gosto. O principal problema que se põe acerca da soja é a origem da mesma e ser transgénica ou não.

Nota: A soja deve apenas ser introduzida mais tarde (em caso de dúvida, questione o seu pediatra).

Iogurtes de coco – Chegaram ao mercado há alguns meses, inovam sobretudo por serem feito com leites de coco. Não têm açúcares adicionados, e as quantidades de açúcares naturais é de menos de 1g. A principal desvantagem destes iogurtes é mesmo o preço.

P1000507

Receita de iogurte de cabra caseiro (em robô de cozinha) – a partir dos 6 meses

  • 1 iogurte de cabra (pode ser iogurte grego de cabra)
  • 1 l de leite de cabra
  • Raspas de lima (opcional)

Nota: adicione as raspas de lima  apenas se o seu baby já puder comer.

  1. Normalmente esterilizamos os copos da iogurteira.
  2. Coloque todos os ingredientes no robô de cozinha e programe 4min/50ºC/velocidade 4.
  3. Coloque o preparado nos diversos copos (evite colocar a espuma, que pode afetar a consistência)
  4. Leve à iogurteira entre 8 a 12 horas.

7 comentários

  1. Iris veiga

    Muito obrigada pelo artigo, foi de grande utilidade. Eu optei por comprar iogurtes biológicos de vaca, leite de vaca da pastagem e faço os iogurtes em casa. Mas vou experimentar os de cabra e ovelha, para variar na alimentação da minha pequerrucha.

    • Olá Iris,
      o nosso artigo pretende mostrar algumas alternativas aos típicos iogurtes.
      Depois diga-nos se a baby gostou dos iogurtes de cabra ou ovelha.
      Obrigado pelo seu comentário 🙂

  2. Nada como aproveitar a dica e fazer em casa a partir de apenas um desses! A partir do primeiro nunca mais compramos e controlamos a 100% a adição de açúcar refinado.

  3. Iuri Sepodes

    Olá. Sou uma nova leitora do seu blog e em poucos dias sinto-me conquistada! Este blog é exactamente o que eu precisava!
    Os meus L’s (Leo e Liam – gémeos de 7meses e meio) começaram a introdução alimentar à 2 meses e eu gosto de fazer toda a alimentação deles. Não há cá boiões nem papinhas de pacote. Eles fazem 2 refeições sólidas mas queria introduzir uma terceira que será o lanchinho da manhã ou da tarde, consoante a aceitação deles for a melhor. Andava na dúvida sem saber o que introduzir e esta receita de iogurte caseiro vem mesmo ao encontro do que eu precisava. Tem mais receitas de iogurtes caseiros boas para bebés? Iogurtes vegetais na iogurteira já fez? Os meus correram sempre mal 🙁
    Desde já obrigada e parabéns pelo blog 🙂

    • Olá Iuri e obrigado pelas suas palavras e elogios.

      Ainda não temos mais receitas de iogurtes. Temos várias receitas de papinhas, mas os iogurtes vegetais estão na nossa lista de “to do”… Assim que tiver novidades partilhamos, ok?

  4. Olá, muito obrigada pela partilha de temas tão interessantes. Comecei hoje a dar iogurte ao meu filho (7 meses) e ele gostou, os do pingo doce. Mas gostaria de saber se tem alguma ideia do que possa acompanhar o iogurte ao lanche? Uma alternativa sem açúcar à bolacha maria?

Deixar uma resposta