Skyr, iogurte natural ou iogurte grego – Qual o melhor para si?

Skyr, iogurte natural ou iogurte grego – Qual o melhor para si?

Depois do Lidl e do Jumbo, chegou a vez do Continente lançar os famosos Skyr, por sua vez da marca Arla. A ideia é a mesma: um produto rico em proteína e baixo em gorduras, mas as versões com fruta apresentam algumas diferenças, sobretudo ao nível dos açúcares:

Foto: Arlafoods

*média dos 4 sabores disponíveis

Mas mais do que olhar para os números, convém olhar para os ingredientes!

  • Natural Milbona: leite desnatado, fermentos, coalho microbiano; (veja aqui a nossa análise aos Skyr Milbona)
  • Natural Arla: iogurte Skyr natural (leite);
  • Fruta Milbona: leite magro, água, fruta (consoante o sabor), amido modificado, sumo de limão obtido a partir de um produto concentrado, espessantes: pectinas, goma xantana; extrato natural corante de cenoura, reguladores de acidez: citratos de cálcio, ácido cítrico; culturas de arranque, coalho microbiano, aroma natural, edulcorantes: aspartame, acessulfame-k. Contém uma fonte de fenilalanina;
  • Fruta Arla: Iogurte Skyr (Leite Desnatado) (85%), mirtilo (3,7%), baga de sabugueiro (3,7%), açúcar (3,6%), Amido de milho, sumo de limão concentrado, aromatizantes naturais.

Vemos que as versões naturais têm bons ingredientes e uma boa informação nutricional, mas há que saber usá-los! Não é por serem ricos em proteína que devem ser consumidos como pós-treino, por exemplo, pois a proteína presente nos Skyr é a caseína, de absorção lenta. Assim, pode ser consumido como snack ao longo do dia, ou à ceia, mas não como pós-treino, pois aí interessa uma proteína de absorção rápida.

Acima de tudo são um produto da “moda”. Não deixam de ser saudáveis, mas preferimos os nossos “danoninhos” de inhame e outros lanches “caseiros” para as nossas crianças.

No entanto, convém lembrar que, segundo o Inquérito Alimentar Nacional e de Atividade Física, a maioria dos portugueses consome proteína acima da estipulada para a população em geral pela OMS, pelo que não será aconselhado trocar simplesmente um iogurte natural pelo Skyr (que não é iogurte, mas sim queijo!).

Se estivermos a falar de atletas, por exemplo, o caso muda de figura, pois têm necessidades energéticas e proteicas acrescidas.

Em relação às versões com fruta, o melhor será deixá-las na prateleira do supermercado! Têm imensos ingredientes desinteressantes, por isso é preferível triturar a sua fruta em casa e misturar com o Skyr natural, por exemplo.

E para as crianças?

Apesar dos Skyr serem ricos em cálcio, o que é benéfico para o desenvolvimento de ossos e dentes fortes, a quantidade de proteína pode ser excessiva. Não é que as crianças não possam consumir o Skyr natural, mas metade da embalagem de cada vez será suficiente.

Outra alternativa são os “velhinhos” iogurtes naturais, ou então os “danoninhos de inhame” (receita aqui), para crianças intolerantes à lactose, por exemplo

Atenção que estas duas opções não são nutricionalmente equivalentes, mas ambas são opções saudáveis.

Texto escrito numa colaboração A Pitada do Pai e Ana Isabel Monteiro (blog Laranja-lima Nutrição)

Azevias ou Pastéis de Grão? O nome não interessa, mas que são deliciosas… São! Veja aqui o passo a passo da receita!

Subscreva o nosso canal de youtube para não perder os nossos vídeos

Veja aqui mais receitas de natal…

Azevias de Grão SAUDÁVEIS
As melhores Rabanadas de Natal
Bolo Rainha
Bacalhau de Natal
Bolachas de Natal
Broas de Natal
O que fazer com as sobras de Bacalhau?
Pão de banana
Pão de alfarroba, gengibre e maçã
Peru de Natal no forno

Deixar uma resposta